Marche - Uma das mais belas regiões da Itália

Vinhedos da Belisario um dos maiores produtores de Verdicchio da Itália

A cultura que valoriza a proposta do bom, bonito e saudável em todas suas atividades

Durante o último mês de junho tive a oportunidade de conhecer uma das mais belas regiões italianas: Marche, que fica na zona central do país dos antigos romanos. A convite do CIAS Innovation – Centro Italiano di Analisi Sensoriale fui conhecer sobre a cultura, história, gastronomia, e claro, os vinhos “marchigianos”. Vou escrever aqui um pouco da minha experiência. Foram vários dias incríveis!

É GRÁTIS... Fique Atualizado!

Marche (Marcas como é chamada no Brasil) é bem menos conhecida que outras regiões de grande prestígio turístico como Piemonte, Vêneto, Toscana, Sicília... mas tudo é questão de desconhecimento, pois basta você começar a se aproximar das comunas locais para se impressionar com as lindas paisagens que parecem pinturas cuidadosamente criadas pela natureza. 

Paisagens turísticas encantadoras

A minha chegada na Regione Marche – como falam os italianos – foi de trem. Embarquei na estação central de Roma com destino a Matelica e em menos duas horas a paisagem urbana e agitada dos arredores da capital italiana dá lugar a lindos campos com colinas repletas de vinhas. No lado oposto aos campos uma linda cordilheira de montanhas com neve em seus cumes. Os Apeninos são uma cadeia de altos morros que se estende por mais 1.000 Km pela Itália central. Confesso que fiquei tão encantado com tamanha beleza que não me importei em tirar fotos, apenas ficar admirando ao máximo toda beleza ao meu redor. 

O contraste de colinas com vinhedos e os alpes do Apenino forma uma paisagem exuberante

As vinhas também merecem destaque, pois fazem uma composição única no cenário. O vinho – vou descrever um pouco mais abaixo - é uma das principais atividades econômicas da região, que acaba destinando muitas áreas para o cultivo de uvas viníferas. Para um melhor desenvolvimento das videiras, elas são plantadas, em sua maioria, nas colinas que facilita o recebimento dos raios solares. O resultado é um campo de ondulações de videiras cobrindo e contornando o horizonte. Parece que você está em um filme. Realmente um cenário difícil de esquecer.

Veja também:
Curso de trufa e vinhos na Itália com certifcado internacional

 

Marche e os vinhos

Logo que você chega à Itália uma das primeiras coisas que vem na sua cabeça é sobre os vinhos. E é fácil de entender isso, pois os vinhos italianos são uns dos melhores do mundo e acabam chegando muito caros por aqui. Também há o fato que poucos produtores têm seus vinhos importados para o Brasil, que nos deixa ainda mais curiosos para provar novidades e produtos ainda desconhecidos.

 O Verdicchio é um dos vinhos destaques da região de Marche

A diversidade de vinho da região também é impressionante. Vai desde vinhos tintos leves e muito frutados, como o Lágrima de Morro d’Alba, feito com maceração carbônica, até brancos muito encorpados, como o Verdicchio (principal vinho da região). O último sendo o vinho branco mais premiado do país. Tamanha é essa diversidade (mais de 52 variedades de uvas, sendo 30 autoctones) que em breve vou escrever um artigo só para abordar os vinhos.

Gastronomia

Outro grande destaque é a gastronomia local. Marche possui uma variedade de produtos de altíssima qualidade onde os ingredientes locais são os grandes protagonistas. As trufas da região dos morros, o queijo Pecorino, o prosciutto (presunto de grande qualidade), o salame de Ciasculo (tão macio que pode ser passado no pão).

Os frutos do mar são de grande qualidade e fazem parte da dieta mediterrânea italiana

Ingredientes que buscam o máximo da qualidade. O resultado são refeições ricas em sabores e aromas quase insuperáveis.

Cultura do bom, bonito e saudável

Um dos pontos que mais chama a atenção é um “conceito” que os “marchigianos” buscam no seu dia a dia: a cultura do bom, bonito e saudável. Proposta que se mistura com a ideia do slow food (contrário do fast food). Eles buscam se alimentar com mais qualidade e sem pressa. Aproveitam o momento para reunir a família e fazem das refeições um verdadeiro culto ao viver bem.

Conero é mais um dos belos lugares para se conhecer em Marche

CIAS Innovation

Outro ponto alto da viagem foi a oportunidade de conhecer o CIAS Innovation – Centro Italiano di Analisi Sensoriale. Um centro de estudos e pesquisas que ajuda no desenvolvimento e avanço dos produtos através de análises sensoriais. O CIAS pela sua excelência atende clientes do mundo todo, mas faz questão de dedicar parte de seus projetos para ajudar no desenvolvimento local. O centro, que atua em parceria com universidades, busca melhorar e intensificar sensações através de experiências sensoriais.

O CIAS também atua na parte de formação de especialistas em análise sensorial, presta consultoria nas áreas de marketing sensorial e pesquisa de comportamento dos consumidores.

Eu, Lucia Bailetti (diretora do CIAS), Pericles Puccini (doutorando do CIAS) e Lara Gaggini (Presidente da Associação Matelica Incoming). Pessoas queridas que me receberam em Marche

Admito que fiquei muito impressionado com o CIAS Innovation e sua proposta de trabalho. Vou torcer para em breve eles possam também atuar no Brasil e dividir um pouco dessa experiência com as empresas, especialistas e consumidores em terras tupiniquins.

Bom, a viagem foi incrível e ainda tenho muito a contar sobre os vinhos, gastronomia e cultura da "regione Marche". Logo vou fazer outro texto para relatar mais dessa inesquecível jornada.

Imperdível... Curso na Itália

Busca por assuntos: CIAS Marche

 

É GRÁTIS... Fique Atualizado!
Insira o seu e-mail e nome abaixo para receber dicas gratuitas sobre vinhos!

Buscar