Beaujolais

Beaujolais é uma das regiões viníferas da França

Conheça um pouco mais sobre a região e os vinhos de Beaujolais

Ao norte de Lyon e ao sul da Borgonha, os vinhos frutados da região de Beaujolais sempre foram de extrema importância quantitativa para os franceses. Mas hoje, o cenário vem se modificando em ritmo acelerado.

Por muito tempo a imagem da região ficou atrelada ao grande volume de Beaujolais Nouveau que era despejado nas prateleiras, sempre no mês de novembro, logo após a colheita. Porém, pouco a pouco tudo isso vem mudando e ótimos vinhos já podem ser encontrados por preços justíssimos.

É GRÁTIS... Fique Atualizado!
Insira o seu e-mail e nome abaixo para receber dicas gratuitas sobre vinhos!

A região sofreu com a febre do Beaujolais Nouveau, um vinho que por ser leve e muito fácil de beber - com a ajuda de muito marketing também - criou uma demanda insaciável. Na época, alguns produtores focaram em volume e elevaram muito suas produções, chegando em níveis exorbitantes, esquecendo da qualidade dos vinhos e prejudicando a imagem da região. Não demorou muito para que o Beaujolais se tornasse um commodity.

Hoje, sua imagem está em transição e muitos dos grandes produtores franceses como Vincent Girardin, Louis Jadot e Henriot (Henriot Champagne e Bouchard Père & Fils) se deram conta da excepcional qualidade do seu terroir e começaram a investir na região.

Beaujolias é dividida em 10 sub-regiões

Mesma região e diferentes tipos de vinho

Os vinhos Beaujolais podem ser brancos feitos a partir de Chardonnay ou rosés e tintos de Gamay. Para simplificar, os Beaujolais básicos são mais leves e refrescantes enquanto os de nível Village ou Cru são mais estruturados e complexos.

A grande diferença entre eles está no método de vinificação. Nos Beaujolais básicos, é usada a técnica de maceração carbônica, que é comum para produzir vinhos de caráter frutado e que devem ser consumidos ainda jovens.

Os Beaujolais já começam a se destacar pela qualidade

Enquanto nos mais estruturados, o estilo da Borgonha reina, com fermentações mais longas e uso de carvalho, que resultam em vinhos mais sérios. Na maceração carbônica o tanque de fermentação é preenchido com CO2 para que comece a fermentação intracelular por ação das enzimas presentes na própria uva e não de leveduras - como acontece normalmente. Assim surgem alguns dos diferencias destes vinhos, com seus característicos aromas de banana e tutti frutti, e devido à alta temperatura, a extração de cor também é beneficiada.

A partir daí, o mosto estará pronto para continuar a fermentação alcoólica normal sob a ação de leveduras. O resultado é um vinho frutado, com uma cor mais intensa, taninos macios e com aromas e sabores diferenciados.

O Beaujolais Nouveau é um dos vinhos mais conhecidos da região

Resumo dos diferentes estilos

Baujolais Nouveau: Para serem bebidos sem compromisso. Leves, frutados, não apresentam complexidade.

Beaujolais: Frutado, leve, aromático, fácil de beber. 

Beaujolais Village: Floral e frutado. Alguns casos, produtores usam barris de carvalho para deixar o vinho mais macio e estruturado.

Crus: Existem 10 Crus. Veja o resumo de cada um abaixo.

  • Fleurie: Vinhedos de altitude. Elegante, aveludado e especiado (presença de especiarias);
  • Chiroubles: Perfumado, corpo leve e suave ataque em boca. 
  • Saint Amour: Um dos mais redondos.
  • Brouilly: Mais mineralidade que fruta. 
  • Côte de Brouilly: Elegante e já começam a evoluir na adega. 
  • Julienás: Mais denso e especiado. 
  • Régnié: Mineralidade e equilíbrio. 
  • Chénas: O menor e mais raro dos crus. Floral, alguns produtores usam mais madeira, mais estruturado, pode permanecer na adega por mais de 10 anos tranquilamente. 
  • Morgon: Mais poderoso e estruturado. 
  • Moulin à Vent: O mais prestigiado cru. Estruturado, complexo, mais encorpado, cores densas e fruta madura.

Harmonização

A combinação de acidez refrescante e o baixo teor alcoólico faz com que os Beaujolais sejam ótimos companheiros para comida.

Os Beaujolais mais leves são ótimas opções para harmonizar com peixes e sushis

Aqui seguem algumas dicas para harmonizar bem o seu Beaujolais, de acordo com o estilo do vinho.

Beaujolais leves (Nouveau e Beaujolais): Atum e salmão selados; Sushi (taninos macios possibilitam a harmonia); presunto Serrano. 

Beaujolais estruturados (villages e Crus): Pratos com porco ou cordeiro grelhado; Confit de pato; Coq au vin, pratos chineses; costelinha de porco ao molho barbecue.

Busca por assuntos: França Beaujolais

 

É GRÁTIS... Fique Atualizado!
Insira o seu e-mail e nome abaixo para receber dicas gratuitas sobre vinhos!

Buscar