Adega em Paris foca nos consumidores brasileiros com cursos em português

A Caves Legrand é uma das mais conceitudas lojas de vinhos da França

As caves Legrand, um dos melhores endereços para degustar e comprar vinhos em Paris, vai oferecer, a partir de maio deste ano, cursos de degustação em português

A ideia é atender a crescente demanda de clientes e turistas brasileiros, cada vez mais interessados em descobrir as especificidades dos crus franceses.

É GRÁTIS... Fique Atualizado!
Insira o seu e-mail e nome abaixo para receber dicas gratuitas sobre vinhos!

A programação inclui três fórmulas, com duração de 3 horas cada uma. O curso principal é dedicado aos «Grandes Crus» e inclui os melhores vinhos de regiões célebres, como Margaux, em Bordeaux, Gevrey-Chambertin, na Borgonha, ou, ainda, Côte Rotie, na região do Rhône.

Já a fórmula «Vins de Vignerons» tem foco em vinhos com estilo e personalidade próprios, elaborados por pequenos produtores, com ótimo custo benefício. A terceira opção é um giro pelos maiores vinhos brancos franceses, passando por regiões como a Alsácia, Loire ou Borgonha. 

 Inaugurada em 1880, Legrand é uma das mais bonitas, prestigiosas e completas caves de Paris

Os cursos serão estruturados em três partes : iniciação aos métodos de vinificação e discussão sobre o conceito de terroir ; aplicação de técnicas de degustação para análise visual, olfativa e gustativa dos vinhos : e, finalmente, a degustação propriamente dita. Durante cada seção, serão degustados 6 vinhos franceses, acompanhados de « amuses-bouches » e tira-gostos harmonizados, como queijos, frios, canapés, antepastos e frutas.

As degustações fazem parte de um projeto mais amplo que têm como foco o mercado e os consumidores brasileiros. Além dos cursos em português, a casa também investiu na contratação de um profissional especializado para atender a clientela brasileira.

Tem mais de 5 mil rótulos, de 360 produtores, incluindo desde os maiores crus franceses até vinhos raros de pequenos produtores

- O objetivo é oferecer os serviços que temos hoje em francês, também em português, entre eles, degustações, conselho para a formação de adegas particulares, organização de eventos, além do atendimento personalizado para a venda de vinhos, explica Gerard Sibourd-Baudry, diretor da casa.

Caves Legrand

Inaugurada em 1880, Legrand é uma das mais bonitas, prestigiosas e completas caves de Paris. Tem mais de 5 mil rótulos, de 360 produtores, incluindo desde os maiores crus franceses, até vinhos raros de pequenos produtores. As garrafas compradas na cave também podem ser degustadas, sem nenhum acréscimo, no Comptoir, o bar e restaurante da Legrand, que funciona de segunda à sábado, das 12h às 20h.O acesso ao bar se faz pela belíssima galeria Vivienne. Com seu solo em mosaico e teto de vidro que datam de1823, a galeria, tombada pelo patrimônio histórico, é uma das mais belas de Paris. Somente a arquitetura e a decoração já valem a visita.

A programação dos cursos pode ser consultada no site da Legrand, pelo endereço: www.caves-legrand.com/fr/paris/agenda-reservation

Reservas e mais informações também podem ser obtidas diretamente, em português ou em francês, pelo email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

As garrafas compradas na cave também podem ser degustadas, sem nenhum acréscimo, no Comptoir, o bar e restaurante da Legrand

Cursos em português


Formula: « Les Grands Crus de France »
Champagne: Bollinger, Grand Année 2004
Rhône: Côte Rotie, Jean-Michel Gerin, Grandes Places 2010
Loire: Saumur Champigny, Domaine Guiberteau, Arboises 2010
Bourgogne: Gevrey-Chambertin, Denis Mortet, 1er Cru Les Champeaux 2007
Bordeaux: Margaux, Château Lascombes 2008
Languedoc-Roussillon: VDP Hérault, Grange des Pères 2011

Formula: « Vins de Vignerons »
Champagne: Jacquesson 737
Rhône: Crozes-Hermitage 2012 , Domaine des Lises
Loire: Saumur Champigny, Domaine des Roches Neuves, Terres Chaudes 2012
Bourgogne: Côtes de Nuits Villages 2009, Jayer Gilles
Bordeaux: Côte des Bourgs, Château Roc des Cambes 2006
Languedoc-Roussillon/Provence/ Corse: Bandol, Domaine Tempier 2011

Formula: « Tours des Grands Blancs de France »
Bourgogne: Chablis Grand Cru, Les Preuses 2006, Billaud-Simon
Meursault, Arnaud Ente, Clos des Ambres 2011
Rhône: Condrieu 2012, Domaine Gangloff
Alsace: Riesling Heimbourg 2008, Zind Humbrecht
Loire: Sancerre, Didier Dagueneau, Pur Sang 2010
Provence, Languedoc-Roussillon: Bandol, Château Pibarnon blanc 2011

 

Publicidade

 

É GRÁTIS... Fique Atualizado!
Insira o seu e-mail e nome abaixo para receber dicas gratuitas sobre vinhos!

Buscar