Vinho Verde

Os Vinhos Verdes são produzidos exclusivamente em Portugal

O Vinho Verde é produzido exclusivamente na região demarcada dos Vinhos Verdes, em Portugal, e constitui uma denominação de origem controlada, cuja demarcação remonta o início do século XX.

O país lusitano é reconhecidamente um grande produtor e exportador do néctar de Baco e o produto que ocupa a primeira posição desta lista é o famoso Vinho do Porto. Na segunda posição aparece o Vinho Verde.

Existe uma razão óbvia para este fermentado estar em destaque na exportação vinífera portuguesa. Além de todas as suas características agradáveis e exclusivas, a Região dos Vinhos Verdes é o único local no mundo onde se produz este tipo de vinho.

Origem do nome

A região noroeste do país, onde se plantam as vinhas, exibe ao longo do ano uma incrível visão verde proveniente das vinhas, e por isso, há quem atribua o nome da bebida como uma homenagem à exuberante paisagem.

O Vinho Verde é controlado e certificado como Denominação de Origem Controlada (DOC) pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV), ostentando cada garrafa com um selo de garantia.

Uvas e características

Um dos rótulos do Vinho Verde com Denominação de Origem

Naturalmente leve e fresco. Produzido em uma região costeira, local geograficamente favorável à produção dos vinhos brancos.

As principais castas são, para os brancos, o Loureiro, o Alvarinho, o Arinto (conhecido localmente por Pedernã) e a Trajadura. Para os tintos são o Vinhão e para rosados o Espadeiro. Também existem por toda a região demarcada a tinta nacional, asal tinto e tinturão.

Terroir

O solo desta localização é de origem granítica, e esta pobreza natural é compensada com o trabalho dos agricultores que ao longo das décadas se dedicaram intensamente para tornar a região com maior fertilidade. Caracterizado por um verão fresco e um inverno ameno, muito chuvoso, bastante umidade e com ventos razoáveis vindos do mar.

Um vinícola da região dos Vinhos Verdes

Todos estes aspectos naturais deste terroir, contribuem para a produção de um vinho leve e fresco com um sabor estritamente particular. Geralmente trata-se de um vinho com baixa graduação alcoólica, com acidez elevada e ligeiramente gasoso.

Produção

O processo de produção do Vinho Verde é semelhante aos demais vinho do mundo, todavia existem algumas particularidades que contribuem para tornar-lhe característico e especial. Uma delas é o fato desse fermentado praticamente não ter estágio de maturação, ou seja, o vinho fica armazenado durante pouquíssimo tempo antes de ser engarrafado.

Vindima nas parreiras do Vinho Verde

Mas um fato interessante é a maneira como são cultivadas algumas parreiras, em partes da região. Planta-se a videira, ou várias, ao pé de uma árvore e ela cresce livremente, sem poda e sem adubação ao que eles chamam de uveira ou vinha de enforcado.

Outro aspecto confere o toque especial a este vinho é a adição de dióxido de carbono para deixá-lo ligeiramente gaseificados. Atualmente se gaseifica artificialmente devido os processos naturais para este fenômeno atribuírem ao vinho um aspecto turvo, o que não agrada aos consumidores.

Fontes de pesquisa: Wikipédia - Atlas Mundial do Vinho - The book of Wine

Busca por assuntos: Portugal

 

É GRÁTIS... Fique Atualizado!

Insira o seu e-mail abaixo para receber dicas gratuitas sobre vinhos!

Buscar