Vinho do Porto

O vinho do Porto

Já ouvimos falar em vinho do Porto, mas por que este tipo de vinho recebe esta nomeação? Será que existe diferenças durante a produção que seja específico deste fermentado?

Este vinho é mais encorpado e produzido exclusivamente a partir de uvas oriundas da região de Douro, no norte de Portugal, a cerca de 100 km da cidade do Porto. A Denominação de Origem surgiu a partir da segunda metade do século XVIII quando a produção da bebida começou a ser exportada para outros locais do mundo a partir desta cidade.

É GRÁTIS... Fique Atualizado!

Insira o seu e-mail e nome abaixo para receber dicas gratuitas sobre vinhos!

O que torna o vinho do Porto diferente dos outros está no momento de sua produção e no clima único da região. A sua fermentação não é completa, sendo encerrado na fase inicial, dois ou três dias depois do início, por meio da adição de uma aguardente vínica neutra. Esta adição fará com que o vinho retenha a doçura natural da uva, tornando-se rico, redondo e macio na boca.

Região do Douro onde é produzido o vinho do Porto

Assim como todos os outros fermentados de uva, o vinho do Porto oferece diversas oportunidades de harmonização com a comida. É tradicionalmente servido no final das refeições com queijo, como um vinho de sobremesa ou como um digestivo. No entanto, alguns, como o vinho do Porto branco, também podem ser apreciados como aperitivos.

Um dos aspectos fascinantes desta bebida é a sua variedade de estilos. Cada um com suas próprias características únicas e distintas, graças ao seu terroir, que é associação de clima, solo, casta e tradição, que não permite que a bebida de Baco seja reproduzido em qualquer outro lugar.

Bolseiros onde fermentam os vinhos do Porto

Consideram-se três tipos de vinhos do Porto: o Branco, o Ruby e o Tawny. Cada um deles possui características e formas de produção distintas.

Porto Branco

É feito exclusivamente a partir de uvas brancas, na qual durante o processo de fermentação não há contato das castas com o mosto, sendo envelhecidos em grandes balseiros de madeira de carvalho. São vinhos jovens e frutados, sendo que se categorizam quanto à sua doçura, visto que o açúcar natural das uvas não se transforma completamente em álcool.

Porto Ruby

São vinhos tintos que envelhecem em balseiros. Como ficam pouco tempo em contato com a madeira, conservam durante mais tempo as suas características inicias, devido à baixa oxidação. É um vinho com características de vinhos jovens, tinto, encorpado e frutado de cor escura.

Porto Tawny

Também são vinhos tintos, fabricados com as mesmas uvas que os Ruby, mas com um tempo menor de envelhecimento nos balseiros e maior nas pipas de 550 litros, que permitem um contato elevado do fermentando com a madeira. Portanto, estes respiram mais, oxidando e envelhecendo mais rápido. Por causa da maior oxidação, perdem a cor inicial do tintos e ganham tons mais claros como o âmbar.

Busca por assuntos: Portugal Douro Porto

 

É GRÁTIS... Fique Atualizado!
Insira o seu e-mail e nome abaixo para receber dicas gratuitas sobre vinhos!

Buscar